O QUE É MELHORAL?
Melhoral é um analgésico indicado para o alívio das dores ligeiras ou moderadas, da febre e de fenómenos inflamatórios, nomeadamente os de localização articular.

A QUEM SE DESTINA?

Adultos e Crianças com idade superior a 12 anos.

QUANDO USAR?

Melhoral tem por base o ácido acetilsalicílico, um dos analgésicos (alivia a dor) e antipiréticos (baixa a febre) mais utilizados em todo o mundo, devido à sua comprovada eficácia na dor e febre. Melhoral contém ainda cafeína, que para além de ter uma acção estimulante, potencia a acção do ácido acetilsalicílico permitindo deste modo um alívio mais rápido e eficaz.

 

Melhoral é especialmente indicado para o tratamento das dores de cabeça, dores musculares e febre, que acompanham as constipações e processos gripais, no alívio temporário das dores articulares, do lumbago e da ciática, nas dores de dentes e dores que se seguem às extracções dentárias, nas nevralgias e dores nevríticas, nas dores menstruais e, em geral, em todas as situações dolorosas e/ou febris de natureza infecciosa ou resultantes de processos de imunização como sendo a vacinação.

COMPOSIÇÃO

As substâncias activas são o ácido acetilsalicílico e a cafeína. Cada comprimido contém 500 mg de ácido acetilsalicílico e 30 mg de cafeína. O outro componente é o amido de milho.

Contém salicilatos.

APRESENTAÇÃO

Embalagem de 20 comprimidos.

SABER MAIS

 

Não tome Melhoral

  • se tem alergia (hipersensibilidade) às substâncias activas, aos salicilatos, ou a qualquer outro componente do medicamento. A administração de doses superiores a 100 mg/dia está contra-indicada no terceiro trimestre de gravidez;
  • Se tiver asma;
  • Se tiver problemas de estômago persistentes ou recorrentes, úlceras gástricas activas ou história de úlceras ou hemorragias gástricas (dois ou mais episódios distintos de ulceração ou hemorragia comprovada), história de hemorragia gastrointestinal ou perfuração relacionada com terapêutica com anti-inflamatórios não esteróides;
  • Se tem doença renal;
  • Se tem insuficiência cardíaca congestiva;
  • Se estiver a tomar medicação para artrite, diabetes, gota e anticoagulantes;
  • Se estiver grávida ou se estiver a tentar engravidar.

No caso de ocorrer uma reacção de hipersensibilidade, o uso deste medicamento deve ser descontinuado.

 

Deverá consultar o seu médico ou farmacêutico antes de tomar Melhoral se:

  • se destinar a crianças ou adolescentes com febre;
  • estiver a receber tratamento médico ou a tomar outros medicamentos como inibidores selectivos da COX-2, diuréticos, Inibidores da Enzima de Conversão da Angiotensina e Antagonistas da Angiotensina II, corticosteróides, anticoagulantes e agentes anti-agregantes plaquetários e inibidores selectivos da recaptação da serotonina;
  • persistirem os sintomas, como sintomas abdominais e hemorragia digestiva, ou surgirem novos, ou se surgir rubor ou inchaço, pois podem ser sinais de uma situação mais grave;
  • tiver uma dor de garganta aguda e esta persistir por mais de dois dias acompanhada de febre, dores de cabeça, náuseas ou vómitos.

Não deve tomar doses maiores que as recomendadas, nem durante mais de 3 dias, nem em crianças com menos de três meses.

Este medicamento deve ser usado com cuidado em crianças ou adolescentes com varicela ou estados gripais.

Não se recomenda o uso de Melhoral a crianças com idade inferior a 12 anos.

Antes de tomar, leia atentamente o folheto informativo. Em caso de dúvidas ou persistência dos sintomas após 5 dias consulte o seu médico ou farmacêutico.

INSTRUÇÕES

Adultos e crianças com idade igual ou superior a 12 anos: tomar 1 a 2 comprimidos com água até 3 vezes ao dia, de preferência a seguir às refeições.
Não tomar mais de 6 comprimidos num período de 24 horas, sem ser por recomendação médica.

MELHORAL, comprimido oral é um medicamento não sujeito a receita médica e está indicado no alívio sintomático de gripes, estados febris, resfriados e constipações, incluindo situações febris resultantes de constipações; no alívio das dores ligeiras a moderadas incluindo cefaleias, enxaquecas, nevralgias e dores nevríticas, odontalgias, dores de garganta, dismenorreia, dores musculares e reumáticas. Precauções especiais de utilização: evitar a administração concomitante de Melhoral com outros AINEs; não administrar a crianças com menos de 16 anos, a não ser com prescrição médica; usar com especial atenção em doentes idosos, doentes hipertensos, com insuficiência renal ou hepática ligeira a moderada e em doentes desidratados; em doentes com insuficiência renal grave, o uso de Melhoral está contraindicado; em doentes com insuficiência hepática grave o uso de Melhoral está contraindicado; devido ao efeito inibidor da adesão plaquetária, o ácido acetilsalicílico pode causar um aumento das hemorragias durante e após os actos cirúrgicos; doses elevadas podem precipitar o aparecimento de anemia hemolítica aguda em doentes com deficiência na G6PDH; durante o tratamento com Melhoral, o consumo excessivo de cafeína (por exemplo: café, chá e algumas bebidas embaladas) deve ser evitado; não usar Melhoral durante o terceiro trimestre de gravidez, excepto com supervisão médica.
Leia cuidadosamente as informações incluídas no folheto informativo e em caso de dúvida ou persistência dos sintomas consulte o seu médico ou farmacêutico.